Todos os posts tagados cibersegurança

Cibersegurança reúne líderes mundiais em Londres

No Sol:

A cibersegurança vai ser o mote de uma reunião a ter lugar amanhã em Londres, que reúne a nata cerca de 900 líderes mundiais, tanto a nível político como empresarial.

Entre os presentes vai estar a secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, o ministro do Exterior inglês, William Hague, o co-fundador da Wikipedia, Jimmy Wales, o vice-presidente da empresa de telecomunicações chinesa Huawei, assim como representantes do Facebook, da Google e da Microsoft, entre outros.

Nesta cimeira irão ainda estar presentes os responsáveis pelas agência de segurança informática de vários países e empresas que trabalham na área da segurança na Internet.

(…)

Que a cimeira sirva realmente para tomar medidas e precauções contra o crime online. Das cimeiras a actos ainda vai um longo caminho.

Crianças vão à Defcon para aprender… cibersegurança

No IDG Now!:

Na conferência Defcon, em Las Vegas, na semana passada, crianças e jovens de 8 a 16 anos foram apresentadas ao mundo dos hackers. Alguns podem temer criar uma nova geração de membros do Anonymouz e do LulzSec, mas mentes jovens podem expandir os horizontes da tecnologia e segurança na computação para efetivamente combater grupos de crackers.

Definitivamente, nos tempos que correm, é importante para as crianças e jovens terem conhecimento da importância da segurança na web.

EUA apresentam plano global para segurança informática

No Sol:

O Governo dos EUA apresentou um novo plano de cibersegurança, através do qual pretende promover a colaboração com os seus aliados nesta área. O documento está a causar alguma polémica.

Denominado «Estratégia Internacional para o Ciberespaço», o documento está a causar alguma polémica, devido à inclusão de propostas consideradas por analistas como bastante severas.

O principal alvo de queixas é uma proposta que prevê a resposta militar ou a imposição de bloqueios económicos contra países que sejam identificados como responsáveis por ataques informáticos.

A apresentação da estratégia foi feita por Howard Schmidt, o responsável pela Cibersegurança na Casa Branca, que segundo avança a agência Bloomberg defendeu que «queremos que as nações estejam unidas debaixo de uma perspectiva como esta, para que possamos enviar uma mensagem clara aos maus agentes de que não vão ter nenhum lugar onde operar na esfera internacional».

Europa precisa de reforçar Ciber Segurança

No TeK:

As infra-estruturas europeias estão preparadas para resistir a ciberataques? Esta é a pergunta a que a ENISA procurou responder com o primeiro exercício de cibersegurança pan-europeu. O teste foi realizado no final do ano passado e envolveu órgãos governamentais em vários países, mas só agora foi divulgado o relatório final (em PDF).

Apesar de já terem passado vários meses, as conclusões não diferem muito da análise partilhada logo após o exercício: é preciso aumentar a colaboração entre os Estados Membros e envolver o sector privado para conseguir aumentar a segurança das Tecnologias da Informação.

A comunicação eficiente, com a definição de procedimentos normalizados, é considerada um elemento essencial para aumentar a segurança em toda a Europa. No exercício verificou-se que 55% dos países que participaram não estavam confiantes de que poderiam identificar de forma rápida os melhores contactos, mesmo com os directórios que foram disponibilizados.

Recorde-se que o exercício foi realizado a 4 de Novembro do ano passado e envolveu mais de 70 especialistas de vários países e mais de 300 ataques de hacker simulados que pretendiam paralisar e Internet e serviços críticos online em toda a Europa.

Entre os testes realizados contou-se a perda de conectividade Internet entre os países, o que obrigou a uma cooperação transfronteiriça para evitar o colapso da rede.

(…)

Cibersegurança – alguns artigos

No blogue do Emerson está um artigo sobre as leituras recomendadas sobre cibersegurança no qual também subscrevo.

Podem ler [aqui].