Todos os posts tagados finanças

Finanças voltam a alertar para mails fraudulentos

No Económico:

O Ministério das Finanças e da Administração Pública emitiu hoje um comunicado, onde alerta para mensagens “fraudulentas” que “não são enviadas pela Direcção-Geral dos Impostos (DGCI).

“Utilizando textos falsos, os autores destas fraudes podem tentar obter informações sensíveis ou comprometer em em termos de segurança o computador de quem recebeu a mensagem”, lê-se no comunicado.

Segundo o documento, um número significativo de contribuintes recebeu recentemente uma mensagem de e-mail intitulada ‘Informativo e-finanças’ alegadamente enviada pela DGCI.”O software é instalado se o utilizador executar o link constante da mensagem. Embora, aparentemente, o link esteja apontado para o site Portal das Finanças, a ligação é efectuada para outro domínio”, explica a tutela.

(…)

Já foi mencionado em vários artigos aqui no blogue, vários exemplos deste tipo de phishing.
É necessário, na minha opinião, alertar os mais desatentos sempre que possível.

Sobre o ‘phishing’ e o Ministério das Finanças

Embora já tenha publicado aqui no blogue esta notícia, achei também interessante partilhar o link para o artigo do Miguel Almeida porque é mais completo e com uma aproximação mais técnica sobre o mais recente phishing nas redes portuguesas.

Finanças alertam para mails fraudulentos sobre impostos

No Económico:

É um caso de ‘phishing’. Finanças alertam para e-mail falso e fraudulento que está a ser recebido por alguns contribuintes.

O Ministério das Finanças e da Administração Pública emitiu hoje um comunicado, onde alerta para uma mensagem de e-mail “falsa e fraudulenta, alegadamente enviada pela Direcção-Geral dos Impostos”.

Segundo o comunicado, um número significativo de contribuintes recebeu recentemente uma mensagem de e-mail intitulada ‘Tem uma divida por liquidar…Saiba mais’ que pretensamente os chama à atenção para uma suposta dívida por liquidar perante a Administração Fiscal e que os solicita a conhecer os detalhes do respectivo processo através da utilização de um ‘link’ disponibilizado na própria mensagem.

“Trata-se de uma mensagem falsa e fraudulenta – um caso de ‘phishing’, mediante a qual os respectivos autores, de forma criminosa, tentam aceder a elementos de informação relativos aos contribuintes visados – que se encontra já a ser alvo de investigação pelas entidades competentes”, avisa o ministério.

As Finanças dizem ainda que todas as mensagens de ‘mail’ que a DGCI envia aos contribuintes identificam sempre o nome completo e o Número de Contribuinte dos destinatários.

“A DGCI não envia nunca mensagens de correio electrónico genéricas e sem aquela identificação. O nome e o NIF que são enviados nas mensagens ‘mail’ são sempre exactamente iguais aos que constam do cartão do contribuinte (ou do cartão do cidadão)”.

“A DGCI só envia mensagens ‘mail’ aos contribuintes que tenham senha de acesso ao Portal das Finanças e que tenham autorizado a DCGI a enviar-lhe essas mensagens. As mensagens são sempre enviadas para o endereço electrónico que os contribuintes indicaram no Portal das Finanças e nunca para qualquer outro”, acrescenta.

O comunicado termina com um alerta aos “contribuintes em geral para a necessidade de não seguirem qualquer indicação constante das mensagens referidas, que, mais uma vez se refere, resultam de uma operação criminosa”.