Todos os posts tagados lisboa

OWASP EU Tour 2013 Lisbon

OWASP EU Tour 2013 Lisbon

A OWASP está a organizar uma tour europeia com pessoal envolvido na OWASP e com outras membros da comunidade da segurança de informação com enfoque na segurança aplicacional. Esta “tour” está a ser organizada centralmente pela OWASP, mas conta com a colaboração dos chapter locais para a organização local.

O chapter português faz igualmente parte deste “tour” e a nosso evento tem lugar no próximo dia 21 de Junho, no ISCTE-IUL, da parte da tarde. Podem consultar toda a informação no seguinte local, onde está já igualmente um draft da agenda.

https://www.owasp.org/index.php/EUTour2013_Lisbon_Agenda#OWASP_Europe_Tour_-_Lisbon_2013

O evento, é absolutamente gratuito, e precisam apenas de se inscrever para poderem estar presentes (isto porque os lugares são limitados). O registo pode ser feito aqui: http://owaspeutour2013lisbon.eventbrite.pt

 

Security Meeting em Lisboa

eventos

A Shadowsec vai realizar no dia 16 de Dezembro um evento de segurança informática com participação gratuita nas intervenções. Claro que convém enviar um email a reservar porque os lugares são limitados.

Podem também participar nos workshops mas estes já têm um pagamentozito.

É uma boa oportunidade para debater crimes informáticos, pentesting e análise forense.

Refiro também que, em parceria com a Cáritas, a Shadowsec requisita alimentos para doações de caridade.

Especialistas mundiais vêm a Portugal discutir segurança na internet

A OWASP (The Open Web Application Security Project) vai reunir em Portugal, de 8 a 11 de Fevereiro, os mais destacados especialistas em segurança aplicacional Web, com o objectivo de aprofundar os desenvolvimentos dos trabalhos realizados no domínio da segurança e promover soluções que permitam mitigar os riscos e os erros, que correm e cometem, todos quantos fazem da Web uma plataforma de trabalho e de partilha de informação, pessoal, empresarial, institucional e governamental.

Durante 4 dias de trabalho colaborativo, intensivo e dividido em workshops, cerca de 175 participantes, com origem em mais de 20 países vão tratar uma diversidade de tópicos como métricas para a segurança aplicacional, segurança dos browsers, cross-site scripting, mitigação ou secure coding. Em causa, dar respostas às ameaças do cibercrime, seja pela consciência dos elevados custos que as falhas de segurança acarretam às organizações, seja pelo impacto que a violação da privacidade pode ter nos utilizadores.

Oportunidade única de poder contactar com centenas de especialistas na área. Não percam!

NATO testa resposta a ciberataques durante cimeira em Lisboa

No Tek Sapo:

Depois da União Europeia, é agora a vez dos países da NATO testarem a sua capacidade de resposta mediante a hipótese de ciberataque. A Aliança organiza esta semana o Cyber Coalition 2010, o terceiro exercício do género desde 2008, em que serão simulados ataques informáticos múltiplos e paralelos.

De acordo com responsáveis do exercício, citados pela Lusa, trata-se de testar capacidades numa altura em que, na cimeira da NATO em Lisboa, se analisam modelos de combate às ciberameaças, um dos pontos a incluir no novo conceito estratégico.

O tema figura entre as prioridades estratégicas da NATO desde a cimeira de Praga, em 2002. Na mente de todos continuam os ataques cibernéticos à Estónia em 2007 e a descoberta do worm Stuxnet este ano.

Um dos objectivos é avançar com um centro de investigação de ciberdefesa, em Tallin, e criar uma equipa de reacção rápida para ajudar qualquer membro da Aliança que seja alvo de um ataque informático.

Em 2009, vários membros da NATO assinaram um memorando de entendimento para a partilha de dados e para procedimentos a adoptar em casos de ataques deste tipo. O objectivo é que esse acordo, para já assinado por sete membros da Aliança, seja alargado aos restantes até 2013.

O exercício da NATO segue-se à simulação organizada, no início deste mês, por vários Estados-membros da UE, com o apoio da European Network Security Agency (ENISA) e do Joint Research Centre (JRC).

Num primeiro resumo da experiência, cujas conclusões finais serão apresentadas no início de 2011, a ENISA refere ter-se verificado alguma falta de preparação durante os testes, que reflecte o facto de alguns países da UE ainda estarem a realinhar as suas estratégias nacionais.

Um outro aspecto que sobressaiu do Cyber Europe 2010 foi a necessidade de envolver também as entidades privadas nos próximos exercícios.

IBWAS10 Call for Papers

Pessoal, já está disponível o CfP para a 2ª Conferência Ibero-­Americana em Segurança de Aplicações Web (IBWAS’10) que se vai realizar nos dias 16 e 17 de Dezembro em Lisboa.

Mais informações no site oficial.