Todos os posts tagados smartphone

Ameaças informáticas tornam-se mais sérias e mais dirigidas

No TeK:

Este ano o número de tentativas de violação da rede deve duplicar face ao ano passado. Contribui para isto o ritmo lento de disponibilização de atualizações de segurança por parte dos fabricantes e a crescente utilização dos dispositivos pessoais, como smartphones ou tablets, no acesso a informação corporativa. As conclusões são do IBM X-Force, um relatório semestral da fabricante norte-americana que analisou tendências e riscos durante os primeiros seis meses do ano.

“A equipa do IBM X-Force tem documentado mais vulnerabilidades nestes dispositivos no que se refere à segurança”, diz a empresa, que recomenda às equipas TI a “utilização de forma recorrente de software de gestão anti-malware em telemóveis destinados ao ambiente empresarial”.

(…)

Sondagem confirma que 70% dos utilizadores não protegem os seus smartphones

Com base nessa sondagem, a Sophos disponibilizou uma ferramenta que fornece alguns conteúdos (templates de políticas de segurança, vídeos, tutoriais e algumas dicas) que ajudam os utilizadores de smartphones e tablets, a ganhar um pouco mais de segurança no caso de roubo ou informação confidencial comprometida.

Podem ver o vídeo ou descarregar a ferramenta Mobile Security Toolkit.

Adobe alerta para nova vulnerabilidade no Flash

No Sol:

A Adobe emitiu um alerta sobre uma nova vulnerabilidade no Flash que afecta tanto os PC como os smartphones baseados em Android.

Segundo a empresa, que define a falha como crítica, a vulnerabilidade afecta as versões do Flash 10.2.152.33 para Windows, Macintosh, Linux e Solaris, e Flash 10.1.106.16 para Android.

Numa nota publicada on-line a Adobe refere que o bug poderá causar uma quebra no sistema e poderá «potencialmente permitir a um atacante controlar o sistema afectado».

A fabricante adianta ainda que a vulnerabilidade já está a ser explorada por hackers, que recorrem a um ficheiro de Flash embebido num documento de Excel.

O lançamento de uma actualização de segurança para a vulnerabilidade está previsto para a próxima semana.

Trojans reinaram no 3º trimestre

No Sol:

No terceiro trimestre de 2010 mais de metade das ameaças aos sistemas informáticos tiveram origem em trojans.
No seu relatório trimestral o PandaLabs refere que, entre Julho e Setembro deste ano, 55 por cento das ameaças foram originadas por trojans, tendo diminuído as infecções por e-mail, que é a forma mais tradicional de ameaças.

Entre os meios mais modernos de infecção de sistemas foi registado um crescimento nos ataques de clickjacking, que explora a funcionalidade «Like» do Facebook e na criação de páginas Web falsas para os posicionar nos lugares cimeiros dos resultados dos motores de busca.

A Panda refere ainda que «sistema operativo da Google para smartphones, o Android, foi incluído na linha de fogo. Foram várias as ameaças que recentemente surgiram destinadas essencialmente a inflacionar a facturação de serviços telefónicos ou a explorara as capacidades de geolocalização destes terminais».