Todos os posts tagados unveillance

Lulz Security desafia FBI e a NATO

O grupo Lulz Security aka LulzSec comunicou hoje à imprensa que, supostamente, os EUA estavam a financiar uma empresa whitehat para atacar virtualmente a Líbia.

Poderá estar assim iniciada uma guerra que promete ser intensa.

Depois da LulzSec ter comprometido uma empresa colaboradora do FBIInfragard, e ter acedido à base de dados dos utilizadores, os LulzSec repararam que algumas dessas contas utilizavam a mesma password para contas pessoais de email e websites empresariais. (como é possível especialistas em segurança usarem a mesma password? OMG!)

Um desses utilizadores comprometidos foi Karim Hijazi, responsável pela empresa whitehat Unveillance. Empresa esta especialista em controlo de botnets e testes de intrusão.

Após algum tempo a vasculhar nos emails do Karim, os LulzSec contactaram-no e relataram o feito.
Ao que parece, o responsável pela empresa Unveillance, tentou cativá-los financeiramente requisitando aos LulzSec eliminar a concorrência, efectuando ataques constantes às infra-estruturas de várias empresas whitehat.

Mas… o mais interessante ainda estava para vir.
Aparentemente decorreu uma operação da Unveillance, e outras empresas financiadas pelo governo americano, para controlar o ciberespaço da Líbia de uma forma maliciosa.

De facto é preocupante como certa informação confidencial está disponível na web e à mercê de ser explorada por utilizadores maliciosos.

Maioria dos sites comprometidos pelos LulzSec foram explorados via SQL Injection, utilizando ferramentas automáticas e gratuitas (por exemplo: havij e sqlmap).

Será o inicio de muitos grupos do género? Não deveriam as empresas preocuparem-se mais com a segurança e a privacidade dos seus clientes ou utilizadores?

Para concluir este artigo reparei que, tal como outros grupos, os LulzSec comunicam entre eles via Twitter e IRC (local onde utilizam bots C&C). Também reparei, em conversas no Twitter, que os LulzSec demonstram alguma cumplicidade com o grupo Anonymous, muito provavelmente por alguma colaboração entre membros (alguns provenientes do 4chan). Fica a nota.

Realidade ou pura propaganda, o facto é que esta situação já dava um bom argumento para um filme, não acham?
Fica a sugestão Sr. David Fincher.