Todos os posts tagados video

Morte do Robin Williams serve de isco para vírus

Morte do actor Robin Williams serve de isco para vírus

Diversas campanhas de spam estão a circular com a mensagem de poder ver um vídeo do Robin Williams com as últimas palavras do actor/comediante.
É uma prova que os utilizadores maliciosos acompanham as últimas tendências (muitos com sistemas automáticos de leitura do Google Trends) para propagar malware e atingir os seus objectivos.

No email que tive acesso, é possível ver uma imagem do Robin Williams juntamente com o assunto:

Robin Williams Dies, See His Last Words On Video

O email inclui um link (codificado em hexadecimal quando passamos com o cursor do rato) para um site malicioso com um payload para descarregar uma actualização do Flash Player (malware).

Se por acaso recebeu este email e instalou este malware, deverá removê-lo rapidamente utilizando o seu antivirus.

Vídeo íntimo da Denise Rocha leva a malware

Vídeo íntimo da Denise Rocha leva a malware

Denise Rocha é uma advogada com 29 anos e é também assessora do senador brasileiro Ciro Nogueira, do Partido Popular no Brasil.

Um vídeo pessoal gravado em 2006 pelo ex-namorado, onde a advogada é vista de uma forma comprometedora, foi divulgado e espalhado rapidamente pela Internet. A notícia corre em todos os jornais brasileiros e também em Portugal.

O fato é que este tema também é, nos últimos 7 dias, o termo com o crescimento mais significativo em Portugal segundo o Google Insights.
Muitos utilizadores maliciosos tiram partido desta ferramenta do Google para criar páginas com malware usufruindo dos termos de pesquisa mais populares.
Spyware, adware, trojans, etc… tudo é encontrado em páginas falsas com supostos vídeos porno da Denise Rocha. Estas páginas conseguem, com técnicas de blackhat SEO, os primeiros resultados no Google, tentando alimentar a curiosidade dos utilizadores que pesquisam pela Denise Rocha.

Como em outro tipos de ataques do género, o utilizador deve ter sempre cuidado com os sites que visita. Observar sempre o conteúdo via snippet (resumo) ou preview do Google ou, para os mais experientes, utilizando ferramentas (ScanPW) para verificarem o código fonte antes de executá-lo.

Manter todo o software atualizado também é uma mais valia para uma navegação mais segura.

5 segundos para ultrapassar uma password do iPad 2

Segundo o vídeo publicado por BringYourOwnIT.com, a password do iPad2 sobre a plataforma iOS 5 pode ser ultrapassada em três simples etapas.

Como funciona os ataques Cross-Site Scripting (XSS) – Vídeo

Fonte: Acunetix

Sondagem confirma que 70% dos utilizadores não protegem os seus smartphones

Com base nessa sondagem, a Sophos disponibilizou uma ferramenta que fornece alguns conteúdos (templates de políticas de segurança, vídeos, tutoriais e algumas dicas) que ajudam os utilizadores de smartphones e tablets, a ganhar um pouco mais de segurança no caso de roubo ou informação confidencial comprometida.

Podem ver o vídeo ou descarregar a ferramenta Mobile Security Toolkit.