Reaver – um brute-force contra WPS

Reaver - um brute-force contra WPS

Pentesters, ou simplesmente utilizadores que queiram apenas testar a fragilidade da vossa rede Wifi, está disponível uma ferramenta que permite fazer um ataque força bruta aos Wifi Protected Setup (WPS). O Reaver foi implementado para testar a falha descrita por Stefan Viehbock no CERT, onde uma falha na autenticação do standard WPS permite recuperar o PIN e por sua vez aceder à rede Wifi.
De referir também que não existe qualquer limite de tentativas, o que deixa uma grande margem de manobra para lançar ataques de força bruta.
Como maioria dos routers mais recentes têm o WPS activo por default, esta situação deve atingir um grande número de equipamentos*.

E é aqui que entra o Reaver
Segundo o site oficial, o Reaver consegue recuperar a password numa média de 4 a 10 horas, dependendo do AP (Access Point).

Para complementar este artigo, deixo aqui um link para o Lifehacker com mais informação sobre o Reaver.

* Até à data os fabricantes não lançaram qualquer tipo de correção.

Achaste interessante? Partilha!
    Analista de segurança web com vários anos de experiência. Fundador do projeto WebSegura.net. Reconhecido publicamente, por divulgação de vulnerabilidades, por empresas como a Google, Adobe, eBay, Microsoft, Yahoo, Panda Security, AVG, Kaspersky, McAfee, Hootsuite e outros. Colabora regularmente com a comunicação social em temas relacionados com a segurança de informação.

    2 Comentários em "Reaver – um brute-force contra WPS"

    1. Alguns dos fabricantes limitam o numero de tentativas por endereços MAC, no entanto se ainda não estiver incluido na versão actual do reaver, já se encontra na TODO list, adicionar a opção para gerar endereços MAC a medida que são bloqueados.

      David parabéns pelo projecto websegura.net keep it up.

    2. Miguel, obrigado pela informação e… pelo o incentivo :-)
      Abraço.

    Que tal participar com o seu comentário?